Rendas podem cair 40% em relação a prestações da casa

Rendas podem cair 40% em relação a prestações da casaNo seguimento do Fundo de Arrendamento a criar com o Orçamento de Estado de 2009, o ministro do Estado e das Finanças -Teixeira dos Santos – perante a Comissão de Orçamento e Finanças, onde está a ser ouvido no Parlamento, avançou com o n.º de 40%. Quarenta por cento será então o valor, que na opinião do ministro, as famílias portuguesas que não consigam mais pagar as prestações dos respectivos créditos à habitação e optem por vender as suas casas ao Fundo de Investimento Imobiliário de Arrendamento Habitacional (FIIAH), poderão passar a não dispender, em comparação com a mensalidade do crédito que hoje pagam à Banca.

O ministro reiterou que esta possibilidade pode permitir uma redução muito significativa dos encargos mensais das famílias mais endividadas, reafirmando que a redução pode ascender ao tais 40%.

O Partido Comunista perante a referida Comissão de Orçamento e Finanças, considerou ser preferível isentar directamente às famílias em apuros do pagamento de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), em vez de a dar ao FIIAH, mas o ministro rebateu afirmando que a eliminação do IMI criaria um grande problema às autarquias, não tendo o mesmo impacto na redução dos encargos mensais das famílias.

fonte

Trackbacks/Pingbacks

  1. Anunciada criação do Fundo de Arrendamento | Seguros Mais - 24 de Outubro de 2008

    […] do que a prestação mensal referente ao crédito à habitação que não conseguiam pagar – o ministro das finanças, afirmou que este valor pode chegar aos 40%. Os proprietários, terão mais tarde a possibilidade de simplesmente saírem do imóvel ou […]

Deixe um comentário